3. Perinatalidade

Tratamento com gestantes, puérperas, pais e bebês e intervenção precoce.

   O período da Perinatalidade, como entendemos, compreende desde o casal que deseja engravidar e não consegue ou opta por algum meio alternativo de concepção ou adoção, todo o período da gestação, o parto  e o pós-parto, assim como a ampla gama de questões que podem se apresentar nesse período, como: violências obstétricas, gestações de alto risco, abortos, a entrega de bebês em adoção, o luto perinatal, etc. 

   Por ser um período de grandes transformações na vida do casal, invoca diversos questionamentos sobre a vida, valores, prioridades, sentimentos. Reaviva desejos antigos, compromissos assumidos na infância face aos próprios pais e suas histórias. Atualiza os conflitos familiares permitindo aos novos pais assumirem seu lugar na cadeia de gerações, lugar ambivalente e contraditório. Instaura uma nova relação para o casal, a tríade. Impõe uma nova tarefa no laço social, a de serem pais e de assumirem sua tarefa de possibilitar a constituição do psiquismo do bebê. Para a mulher existe, ainda, as mudanças corporais, o medo do parto e a solidão de não ser compreendida.

   O casal que as vezes se ilude com as promessas e idealizações da maternidade tão valorizadas pelo mundo da publicidade, ou, as vezes se desespera com a solidão e o sentimento de despreparo para lidar com os desafios que a maternidade e a paternidade apresentam, encontram, na psicanálise, uma escuta que possibilita a invenção de uma forma singular de maternar seu bebê, que respeita sua história num reencontro consigo e com suas relações. 

​Para agendar entre em contato pelo número (19) 9.8300-4792  (Preferencialmente via WhatsApp, pois responderei assim que possível)

 

Endereço: 

José Seixas de Queiroz, 220, Calegaris, Paulínia, SP.

Formas de Pagamento:

Dinheiro e cartões (débito/crédito).

Atendimento somente particular.

© 2019 - Psicóloga e Psicanalista Josiany Salles da Silva